Câncer do pâncreas

Câncer-do-pâncreas-médico-dr-james-fukud

Situado na metade superior do abdômen, o pâncreas faz parte do sistema digestivo. Ele produz tanto um líquido que ajuda a digerir os alimentos (suco pancreático) quanto um hormônio que permite ao corpo usar açúcares e armazenar gorduras (insulina).

 

O câncer de pâncreas não é comum e é raro em pessoas com menos de 50 anos. O tipo mais comum de câncer pancreático é chamado de adenocarcinoma.

 

Causas do câncer pancreático:

Existem fatores que podem aumentar o risco de uma pessoa desenvolver câncer de pâncreas, como:

 

  • Idade: Cerca de 6 em cada 10 cânceres são diagnosticados em pessoas com mais de 70 anos. Alguns dos tipos mais raros, como câncer neuroendócrino e papilar, podem afetar pessoas na faixa dos 20 anos.

  • Fumar.

  • Inflamação do pâncreas.

  • Dieta: consumir grandes quantidades de gordura, açúcar, carne vermelha ou processada pode aumentar o risco de desenvolvimento do câncer de pâncreas.

  • Diabetes: a grande maioria das pessoas com diabetes não desenvolve câncer de pâncreas.

  • Risco genético: Até 10 de cada 100 casos (10%) de câncer do pâncreas podem ser herdados por um gene defeituoso.

 

Sintomas:

 

Os sintomas mais comuns do câncer de pâncreas incluem:

 

  • Dores no abdome superior.

  • Perda de peso.

  • Icterícia (amarelecimento da pele e do branco dos olhos, coceira na pele, urina amarela escura e fezes claras).

  • Algumas pessoas podem ter apenas um desses sintomas.

 

Porém, a maioria das dores no abdômen não é causada por câncer de pâncreas, mas você pode procurar seu médico se estiver preocupado.

 

Como é diagnosticado:

 

Pode ser difícil diagnosticar o câncer de pâncreas, já que os sintomas podem ser vagos ou causados ​​por outras condições. No entanto, um médico examinará normalmente os olhos e a cor da pele do paciente para detectar qualquer icterícia e testar sua urina para a bile. Mais testes podem ser necessários. Estes podem incluir:

 

  • Exames de sangue.

  • Tomografia computadorizada.

  • Ultrassom.

  • Ressonância magnética.

  • CPRE (colangiopancreatografia retrógrada endoscópica).

  • Ultrassom endoscópico.

  • Biópsia.

  • Laparoscopia: uma pequena operação feita sob anestesia geral para verificar se uma nova cirurgia será possível.

dr james fukuda logo.png